Porque o amor está mais perto do ódio do que a gente supõe.
São o verso e o reverso da mesma moeda da paixão.
O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença...
(Érico Veríssimo in "O Tempo e o Vento" O arquipélago III - Encruzilhada 17)