Não digas:
"Nada, absolutamente nada
me fará voltar atrás",
pois voltarás.
Não digas nunca:
"Dessa água não beberei",
pois beberás, mesmo sem sede.
Não digas mais:
"Eu sou assim",
pois no momento seguinte não serás,
e se disseres "não farei nem morto"
fa-lo-ás inda que vivo.
Mas se disseres
"quem com ferro fere
com ferro será ferido"
- mesmo que sem resquício de malícia -
assistirás a ferida de quem já feriu.
É certo como a morte.
Quem viver verá.
(Margarida Botafogo)